De saída

Estou de saída do Brasil. Falo em voz alta para ver como soa, e cada vez que conto para alguém, fica mais oficial, porque é o que a palavra faz: dá substância para algo que por enquanto existe apenas naquela zona nebulosa dos futuros distantes. Sim, dois meses é pouco tempo, mas me parece uma medida tão longínqua quanto a ideia de cruzar o oceano, então aproveito para me acostumar com a ideia enquanto escrevo.

Read →